Portal Melhores Amigos | Diferenças entre as espécies legais de tartarugas domésticas
2784
single,single-post,postid-2784,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Diferenças entre as espécies legais de tartarugas domésticas

especieis-tartarugas_DOMINIO-PUBLICO

25 abr Diferenças entre as espécies legais de tartarugas domésticas

Um pouco mais tímidas, silenciosas e tranquilas, porém amigáveis e dóceis. Estas são as tartarugas, répteis que há anos estão na lista dos animais preferidos como bicho de estimação no Brasil.

Todo réptil que possui uma carapaça nas costas é classificado dentro da ordem dos testudines ou quelônio, e o grupo conta com mais de 300 espécies espalhadas pelo mundo. Entre os animais que possuem essa característica, é possível destacar as tartarugas, os cágados e os jabutis. Popularmente são chamados apenas de tartarugas, mas possuem características próprias e são diferentes em diversos aspectos.

Thalita Queté, médica-veterinária especializada em animais silvestres e exóticos do Centro Veterinário Queté, explica melhor um pouco sobre cada espécie de quelônio que mais encontramos nos lares brasileiros. O jabuti é um deles. O mais comum mantido como pet é o Jabuti Piranga (Chelonoidis carbonarius), que tem escamas avermelhadas nas patas e na cabeça. Na natureza, é uma espécie que vive em região de mata do Sudeste até o Nordeste brasileiro.

Como são animais onívoros, os jabutis comem grande variedade de verduras, frutas e legumes, e podem ingerir carne também. Tem vida longa para um pet, podendo viver até os 80 anos, e são animais de hábitos terrestres. Thalita ressalta que, quando mantidos em casa, “eles devem ter acesso a quintal e ter ambiente próprio com aquecimento e alimentação adequada”. Apesar disso, é um animal que gosta de contato com o dono e não deve ficar totalmente separado do lar.

Já o tigre d’água (Trachemys dorbigni) é um animal que costuma viver próximo de rios e lagos de água lenta, podendo ser mantidos em casa como pet sozinhos ou em grupos. “É um animal tranquilo e de fácil manutenção. Na casa, precisa ter acesso à água, e adora tomar banhos de sol todos os dias. Para isso é recomendado um aquaterrário com lâmpadas adequadas, ou mantidos em quintal com lago artificial específico”, detalha Thalita. O tigre d’água costuma se alimentar dentro da água e, assim como os jabutis, são onívoros. Esta espécie vive menos do que o jabuti – em torno de 50 anos -, e fica com cerca de 40cm de diâmetro quando adulta.

Por fim, também populares no Brasil são os cágados. Trata-se de um grupo da família dos quelônios, que também podem ser mantidos como pet, desde que adquiridos de forma legal. A maioria das espécies de cágados são carnívoras, mas, assim como o jabuti, há algumas espécies onívoras. Segundo Thalita, há a possibilidade também de fazer uso de alimento específico em casa. Esses animais precisam viver em ambiente com acesso à água, que pode ser tanto um aquaterrário quanto um quintal com um lago artificial. Dentre as tartarugas, são bichinhos mais tímidos e gostam mesmo de um ambiente mais tranquilo.

Da Redação
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.