Portal Melhores Amigos | Conheça o INATAA e saiba como você e seu cão podem ajudar
554
single,single-post,postid-554,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Conheça o INATAA e saiba como você e seu cão podem ajudar

1206_terapia_animais_cachorro

09 jun Conheça o INATAA e saiba como você e seu cão podem ajudar

Já falamos aqui no portal sobre a importância e o funcionamento da terapia, educação e atividade assistidas por animais. Desta vez, vamos falar um pouco sobre um dos maiores expoentes por trás deste incrível trabalho: o Instituto de Ações e Terapias Assistidas por Animais, mais conhecido por INATAA.

O INATAA é uma ONG, fundada em 2008, que surgiu com o intuito de proporcionar bem-estar físico e mental para idosos e crianças doentes, com base nos benefícios terapêuticos surgidos da relação que nós, humanos, estabelecemos com os bichinhos.

Hoje em dia a instituição atende, aproximadamente, 400 pessoas mensalmente entre crianças, adolescentes, adultos e idosos institucionalizados em asilos e hospitais. Resumidamente falando, o trabalho consiste na realização de atividades e terapias com cães, conduzidas por uma equipe interdisciplinar e compostas por profissionais e voluntários.

De acordo com Laís Maria Milani, psicóloga da equipe do INATAA, se tratando da área de psicologia “o foco da TAA seria trabalhar a estimulação da memória, conscientização da doença e da necessidade de cuidados, aspectos emocionais consequentes do quadro [físico-mental da pessoa], entre outros aspectos. Para trabalhar todas estas questões, a presença de um animal no setting terapêutico é benéfica por propiciar um ambiente mais acolhedor, melhorar vinculação do paciente com o profissional e com o tratamento, favorecendo o processo psicoterapêutico”, esclarece.

“Em outras especialidades, como por exemplo, Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, os animais podem ser utilizados para ajudar nos exercícios propostos, melhorando também a aceitação do processo terapêutico, colaboração e alteração do foco”, explica a psicóloga.

Se você tem um cãozinho e – assim como nós – se identificou com a causa e gostaria de ajudar, o programa de voluntariado do INATAA se inicia com a participação na palestra gratuita “Voluntariado e Transformação Social” realizada no Centro de Voluntariado em São Paulo.

Após a participação na palestra, o voluntário passa por um treinamento dividido em cinco etapas:

  • Participar da palestra inicial para novos voluntários;
  • Realizar três visitas aos asilos sem os cães, sob a supervisão dos profissionais da instituição;
  • Passar por uma avaliação da saúde do cão;
  • Passar por uma avaliação do comportamento do cão;
  • Passar pela avaliação do voluntário.

E, para se candidatar a voluntário, o INATAA não impõe restrições quanto ao grau de escolaridade, idade, nem nada. O que importa é ser comprometido e fazer o trabalho de corpo e alma e com responsabilidade. Lembrando que voluntários sem cães também são extremamente bem-vindos e importantes para a realização dos trabalhos.

 

 

 

 

Por: Paula Soncela

Nenhum Comentário

Postar um comentário