Portal Melhores Amigos | Como perceber se seu peixinho está com alguma inflamação?
2903
single,single-post,postid-2903,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Como perceber se seu peixinho está com alguma inflamação?

peixe-inflamação_DOMONIO-PUBLICO

07 jun Como perceber se seu peixinho está com alguma inflamação?

Perda de apetite, escurecimentos na cor da pele e mudanças no movimento do peixe são sinais de que o animal não está bem.

Cuidar de um aquário com lindos peixinhos pode ser uma atividade muito prazerosa e agradável. Mas tomar conta de peixes exige também muito cuidado e atenção, especialmente para perceber quando há algo errado com o animal. É importante ficar de olho no bichinho para detectar logo qualquer sinal de doença, como processos inflamatórios.

“A primeira coisa que o proprietário notará é a perda de apetite. O peixe que não está saudável não sobe mais para comer, não busca o alimento”, explica Vilma Pereira da Costa, médica-veterinária e bióloga especializada em aquarismo. Escurecimentos na cor da pele também são indícios. Mudanças na forma de nadar, como no movimento da cauda, que antes era aberta e mexia bastante e passa a ficar fechada, ou das nadadeiras laterais que tendem a ficar mais fechadas e baixas, também são sinais de que o peixe não está bem.

Percebendo esses sintomas, o tutor deve entrar em contato com um médico-veterinário que atenda peixes de sua confiança ou buscar esse profissional em lojas especializadas em aquários, que costumam ter também um biólogo especializado no setor de aquarismo.

A especialista reforça que o mais importante para a saúde do peixe é a criação de um ambiente harmônico, o mais próximo possível da natureza. “O que desencadeia as doenças e processos inflamatórios é o desequilíbrio na qualidade da água ou o estresse causado por um aquário sem harmonia, ou seja, quando são introduzidas espécies que têm um comportamento agressivo ou dominante com espécies dóceis. Isso gera um estresse, fazendo com que o peixe tenha uma queda no sistema imunológico e fique suscetível a doenças”, explica a especialista.

O tratamento dos bichinhos está relacionado ao equilíbrio do ambiente. A primeira ação é corrigir o que está alterado na água e, muitas vezes, só com esse cuidado o organismo do peixe consegue lutar com o agente causador da doença e ele volta ao normal. Identificando a doença, também pode ser avaliada a necessidade de outro tratamento para deixar seu pet saudável novamente. “Os peixes respondem bem quando são tratados a tempo”, conta.

Da Redação
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.