Portal Melhores Amigos | Como os gatos percebem o afeto do tutor?
2528
single,single-post,postid-2528,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Como os gatos percebem o afeto do tutor?

gato-tutor_DOMINIO-PUBLICO

26 jan Como os gatos percebem o afeto do tutor?

Gatos são animais com uma imensa capacidade de se comunicar e demonstrar afeto, assim como de perceber o mundo que os cerca.  O estereótipo de gatos distantes e antissociais já caiu por terra, pois estes seres demonstram afeto à sua forma. Mas você sabe como os gatos percebem o afeto de seu tutor?

Os gatos são capazes de interpretar os sinais do ambiente, emitindo respostas comportamentais específicas para cada situação. Vania Plaza Nunes, médica-veterinária, pós-graduanda em Comportamento Animal e presidente da comissão de médicos-veterinários em ONGs, explica que os gatos possuem um sistema sensorial complexo e alta capacidade perceptiva, fundamental para terem respostas imediatas a qualquer alteração no ambiente, como barulhos, ruídos de intensidade moderada, movimentos bruscos e agitação.

Atualmente, com o avanço do mercado pet, observamos produtos diversificados para os felinos, que são importantes para manter um ambiente saudável e com atividades interativas. “Os objetos específicos para felinos fornecem a eles uma complexidade exploratória e os mantêm animados, mas nada substitui o afeto e o contato dos humanos, demonstrando o quanto os gatos são especiais e queridos pelo tutor. São animais que buscam o contato e gostam do carinho que recebem e dos cuidados diários manifestados em gestos como afagos, pequenas brincadeiras, escovadas, petiscos e alimentação de boa qualidade, ambientes tranquilos e de descanso, possibilidade de exercitar-se e se deslocar tridimensionalmente”, ressalta a médica-veterinária.

As atitudes de carinho inesperado são importantes demonstrações de afeto aos gatos, que se sentem seguros. No entanto, estas manifestações, segundo a especialista, devem ser expressas em movimentos calmos, com intensidade moderada, sempre utilizando um tom de voz tranquilo e, se possível, mantendo-se à altura do animal, já que nosso tamanho corporal pode, por si só, tornar-se intimidador. Como a sensibilidade e percepção dos felinos são aguçadas, os movimentos amplos, rápidos e ruidosos podem se tornar ameaçadores para eles.

“Os benefícios desta relação e a percepção de afeto entre humanos e gatos são mútuos, revelando que as demonstrações de amor e carinho serão sempre bem-vindas na dose certa e promoverão a qualidade de vida e o bem-estar físico e mental, além do fortalecimento do vínculo afetivo entre ambos”, esclarece a especialista.

Da Redação
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.