Portal Melhores Amigos | Como os cães ajudam crianças que têm medo de dentista
1714
single,single-post,postid-1714,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Como os cães ajudam crianças que têm medo de dentista

jojo-dentista-canino

01 jul Como os cães ajudam crianças que têm medo de dentista

Tem gente que não tem o menor medo de pular de paraquedas, mas se apavora quando chega a hora de ir ao dentista, fugindo do consultório odontológico como o drácula foge da cruz.

Apesar do problema atingir pessoas de qualquer idade, são as crianças que sofrem mais com a chamada “fobia odontológica”, caracterizada pelo pânico do “motorzinho” e agulhas que causam sintomas como taquicardia, suor frio, palidez, tremedeira e outros sinais de ansiedade extrema.

Até pouco tempo, calmantes e sedação eram as únicas opções viáveis para remediar a situação e fazer com que os pequenos que apresentam esta fobia pudessem receber o tratamento dentário adequado.

No entanto, uma nova alternativa bem mais tranquila, saudável (e lindamente peluda) está sendo adotada nos consultórios: os cães!

Cachorrada no dentista

brook dentist dog

Em 2012, o dentista norte-americano Paul Weiss resolveu contratar uma nova auxiliar para  seu consultório: sua cadela Brooke, da raça Golden Retriever. Vestida com seu próprio aventalzinho, Brooke se tornou uma funcionária exemplar ao confortar e acalmar a criançada que morria de pavor do Dr. Weiss.

Recentemente, a equipe de profissionais da clínica , nos EUA, “aderiu ao movimento” e trocou os anestésicos por uma enfermeira-assistente fofa e canina chamada Jo Jo, também da família dos Golden Retrievers.

Jo Jo foi treinada especificamente para realizar seu trabalho de transmitir calma e oferecer conforto para a criançada na hora do “vamos ver” odontológico. Mesmo antes da consulta, o efeito “Jo Jo” já começa a acontecer fazendo com que as crianças se entretenham e se sintam mais seguras ali mesmo, na sala de espera.

A cadelinha já é expert em lidar com situações de fragilidade humana, tanto que, em 2012, após um lamentável tiroteio que causou a morte de 26 pessoas em uma escola de Connecticut, Jo Jo ajudou no processo de recuperação dos alunos traumatizados.

Além disso, estudos promovidos pela American Dental Association (ADA), comprovaram que a presença de um animal no ambiente está associada a melhoras no estado de saúde mental, social e fisiológico das pessoas.

Seria incrível ter a companhia de uns cãezinhos nas consultas, né? Quem sabe um dia…

 

 

Paula Soncela
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.