Portal Melhores Amigos | Como dar remédio para cães e gatos
3547
single,single-post,postid-3547,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Como dar remédio para cães e gatos

dog-3071334_1920

20 abr Como dar remédio para cães e gatos

Quem tem pet sabe o quão estressante pode ser a hora de dar remédio. Alguns são tranquilos e aceitam facilmente, mas a maioria é difícil e encontra comprimidos escondidos até no meio da salsicha. Cada proprietário tem uma dica diferente para diminuir o estresse desse momento. Mas o que fazer para tentar fazer os peludos engolirem a medicação?

Algumas das recomendações são: quando houver produtos palatáveis (geralmente apresentação da formulação veterinária) optar por estes. Além disso, enganá-los com algum petisco é uma boa ideia. Uma boa opção, segundo o médico veterinário, Ricardo Gardim, da Clínica Veterinária Hungária, em São José dos Campos, é oferecer primeiramente um aperitivo que o animal goste muito, mas sem o medicamento, e em seguida já oferecer um com a medicação, essa estratégia é mais fácil com cães por serem mais ansiosos quando se trata de petiscos. “Além disso, há algumas farmácias de manipulação que manipulam a medicação em forma de biscoitos ou pastas com sabores”, lembra.

Já a veterinária Anna Carolina, coordenadora dos cursos da área veterinária do Instituto Cimas de Ensino, explica que existem alguns detalhes importantes a serem observados. “Nos casos de animais mansos que permitam a manipulação de medicamento líquidos em sua boca, introduza a quantidade prescrita pelo veterinário com o auxílio de uma seringa”, afirma Anna. “Já para animais agressivos, pode-se tentar misturar o líquido junto das refeições, mas os animais são muito sensíveis a cheiros e gostos, o que poderá fazer com que ele rejeite o alimento.”

Nos casos de comprimidos existem as estratégias de se colocar diretamente no fundo da garganta do animal, quando mansos. Também existem no mercado rações especiais para dar remédios, que vêem com um furinho para esconder comprimidos.

Gardim alerta, no entanto, que é importante certificar com o médico veterinário se o medicamento pode ser cortado ou administrado juntamente com alimentos. Algumas medicações têm especificidades e perdem o efeito se partidos ou se a cápsula for aberta. Outro possível impedimento é que algumas medicações devem ser administradas em jejum.

Se você tem dificuldade de colocar o comprimido no fundo da boca, existem no mercado aplicadores de comprimidos com a ponta de silicone. São feitos especialmente para que você não precise arriscar o dedo dentro da boca do gato.

O mais importante para esse tema é saber observar nossos bichinhos e nos observar. O melhor método, com maior eficiência, é aquele que não deixa traumas e nem machucados (principalmente nos humanos). Afinal, remédio é algo que se toma inúmeras vezes ao longo da vida.

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.