Portal Melhores Amigos | Câncer de mama nos pets pode ser identificado em exame de apalpação
3860
single,single-post,postid-3860,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Câncer de mama nos pets pode ser identificado em exame de apalpação

Post_portalmelhoresamigos_1

01 nov Câncer de mama nos pets pode ser identificado em exame de apalpação

Câncer de mama em animais é uma patologia rotineira. A ocorrência desse problema está diretamente relacionada ao desequilíbrio dos hormônios ovarianos (estrógeno). Animais portadores de neoplasias mamárias, em geral, possuem essa alteração, explica o cirurgião veterinário Leonardo Giovanetti Neto, da Med Center Pet Barueri.
Para identificar a presença de tumores de mama, é importantíssimo fazer a apalpação de toda a região abdominal e peitoral. Dessa forma, é possível sentir nodulações ou então notar uma sensibilidade grande no toque. “Devemos considerar alguns fatores para que o exame físico seja mais corriqueiro como, por exemplo, em animais que nunca pariram ou aqueles que tomam medicamentos anticoncepcionais, frequentemente administrados por donos de estabelecimentos que comercializam medicamentos veterinários sem o menor critério ou habilitação para a tarefa”, alerta.

Além disso, há recorrência em animais que apresentam a chamada gravidez psicológica (pseudociese), que é o acumulo de leite nas mamas sem que as fêmeas tenham sido cruzadas para a reprodução. Esta pseudociese é um dos maiores sinalizadores de que o animal possui desequilíbrio hormonal e requer um maior cuidado e exame minucioso das mamas. “Nós, veterinários, recomendamos muito como medida preventiva a castração de cadelas e gatas que não mais têm a finalidade de reprodução. Isso encerra a produção de hormônio que dá origem à neoplasia de mama”, alerta Giovanetti.

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.