Portal Melhores Amigos | Aquarismo, um hobby que pode ser iniciado no período de quarentena ou para quem já está voltando às atividades
4581
single,single-post,postid-4581,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Aquarismo, um hobby que pode ser iniciado no período de quarentena ou para quem já está voltando às atividades

07_Jul

01 jul Aquarismo, um hobby que pode ser iniciado no período de quarentena ou para quem já está voltando às atividades

Estamos vivendo um momento delicado, e não é segredo para ninguém. Para amenizar a carga estressante que vem junto com o isolamento social, muita gente busca saídas para se distrair e se sentir melhor. Fazer exercícios em casa, buscar novas formas de aprender, descobrir o prazer de cozinhar são ideias legais para passar por esse momento de uma forma mais leve. Mas… que tal montar um aquário?

 

Pode parecer uma tarefa complicada, mas não é. Além de encher a sua casa de cor e vida, você acrescenta algumas tarefas no seu dia-a-dia! “Por mais óbvio que pareça, é importante começar pela escolha do aquário. A escolha do tamanho e formato é determinante para adquirir outros materiais”, explica o biólogo Claudio Soares, um dos responsáveis pelo treinamento do setor de aquarismo na Cobasi.

 

 

Então, vamos por partes?

 

 

Como o ponto inicial é escolher o aquário, é preciso levar em consideração o espaço físico do ambiente e os peixes ou plantas que irão habitá-lo. Após escolher o tamanho, é hora de pensar nos equipamentos: filtro, termostato, termômetro, iluminação e materiais decorativos.

 

 

O Portal Melhores Amigos preparou algumas dicas para você:

 

 

O que é melhor: bomba ou filtro?

 

 

Bomba e filtro são os equipamentos mais importantes do aquário. Podemos dizer que representam o “coração” do aquário, já que possuem a função de oxigenar e filtrar a água.

 

 

Qual a diferença entre eles? A bomba simplesmente circula a água, proporcionando oxigenação. Já os filtros são mais completos, pois além de oxigenarem, também filtram as sujidades em suspensão na água.

 

 

Resumindo: o filtro é muito mais eficiente e prático. Opte pelos filtros externos (também conhecidos como Hang-on), pois proporcionam mais praticidade na manutenção e não poluem visualmente o aquário.

 

 

Como cuidar da água?

 

A água utilizada nos aquários é a de abastecimento, mas é preciso tratá-la para que possa ficar ideal aos peixes. Para a remoção de compostos tóxicos (cloro, por exemplo), o processo é simples, rápido e eficaz! Basta adicionar um condicionador de água, uma solução que neutralizará todos os metais pesados.

 

 

Outro fator que exige atenção é o pH. Mas calma, não se assuste! É um processo fácil, basta identificar quais peixes habitarão o aquário. Cada peixe possui um padrão específico de escala de pH, então consulte um profissional para ajudar no teste e ajustar esse parâmetro químico.

 

 

Como escolher os peixes?

 

 

O aquarismo é dividido em variadas modalidades! Existem modalidades mais avançadas, como o aquarismo marinho, e as mais indicadas para iniciantes. Sendo assim, os peixes recomendados para iniciantes são os mais resistentes.

 

 

O ideal é iniciar introduzindo peixes de pH próximos da água da torneira, e é possível ter espécies variadas convivendo no mesmo ambiente. Os poecilídeos são uma boa opção, mas não se assustem com o nome! Trata-se de uma família de peixes bem populares, como espadas, platis, molinésias e os lebistes. Esses peixinhos são excelentes para quem está iniciando, o aquário vai ficar cheio e colorido, sem problema de incompatibilidade. Combinação perfeita!

 

 

Como decorar o aquário?

 

 

A decoração é algo particular, mas existem dois pontos importantes neste assunto. Primeiro: os enfeites naturais (rochas, troncos e plantas naturais) acabam liberam compostos orgânicos, como folhas mortas, e isso vai exigir um cuidado maior na manutenção do aquário. Segundo: algumas espécies de peixes são herbívoras, ou seja, se alimentam de vegetais. Logo, não é recomendado decorar o aquário com plantas naturais.

 

 

Sendo assim, para aquaristas iniciantes, os enfeites artificiais podem ser mais práticos, pois não existem restrições comparado aos enfeites naturais. Mas não exagere na decoração! Procure sempre deixar áreas abertas para que os peixes possam nadar livremente pelo aquário.

 

 

Alimente seus peixinhos com regularidade

 

A frequência da alimentação deve de três a quatro vezes por dia. Varie entre alimentos completos (rações) e diversificados (vermes desidratados, por exemplo). Cada alimento possui suas especificações de acordo com o hábito alimentar do peixe e suas características.

 

 

Como fazer manutenção?

 

 

No processo de alimentar, muitas vezes sobram restos de alimento na água. E esse é o grande vilão dos aquários, pois essa sobra entrará em decomposição, e a sujeira toda pode prejudicar os peixes desse aquário. Ofereça a quantidade que o peixe vai comer!

 

 

Outro cuidado é evitar montar aquários em locais que batem iluminação direta. Excesso de iluminação beneficia a proliferação de algas verdes nos aquários. Portanto, nada de aquários próximos de janelas.

 

 

A limpeza de manutenção do aquário é chamada de TPA (troca parcial da água). Para limpar o aquário, basta fazer uma limpeza dos vidros com uma esponja destinada apenas para esse uso (sem nenhum produto químico). Em seguida, com um auxílio de um sifão (equipamento destinado a limpeza do aquário), realize a TPA. Nada de esvaziar todo aquário e lavar tudo com sabão!

 

 

Depois de tudo isso, aproveite as cores e o prazer de ter esses companheiros dentro da sua casa!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.