Portal Melhores Amigos | Amigo lagarto: conheça o Leopard Gecko
354
single,single-post,postid-354,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Amigo lagarto: conheça o Leopard Gecko

0304_destaque

01 abr Amigo lagarto: conheça o Leopard Gecko

Quando você vir um Leopard Gecko, não irá mais conseguir tirar a imagem destes lindos animais da cabeça. Eles têm um visual belo e exótico, são notívagos e podem facilmente se tornar seu pet.

“Os Leopard Geckos são animais tranquilos e fáceis de serem criados. Seu nome se dá por sua coloração típica [semelhante à de um leopardo], sendo há 13 anos, aproximadamente, uma das espécies que mais atendia na rotina médica clínica e cirúrgica”, relata Carlos Alexandre Pessoa, médico veterinário especialista em clínica médica e cirúrgica de animais silvestres, proprietário da clínica Animal Exótico, de São Paulo, e diretor da empresa CURSOS.VET.BR que oferece cursos na área veterinária no Brasil, Argentina e Paraguai.

De acordo com o especialista, os Leopard Geckos “são animais resistentes quando alimentados e criados de maneira adequada. Como são nativos das zonas áridas de países como Paquistão, Afeganistão e Índia, necessitam de aquecimento adequado, superior aos animais de clima temperado e tropical”, explica.

Para prover um ambiente adequado aos Leopard Geckos, o ideal são terrários de clima desértico. “Lâmpadas UVB especiais para répteis, aquecedores de cerâmica protegidos − pois os animais tendem a encostar nestes equipamentos, ocasionando ferimentos (queimaduras), termômetro e/ou termostato para controle da temperatura, tocas ou abrigos, substrato adequado, mimetizando o que o animal possui na natureza (areia) e troncos vendidos para este fim”, orienta Dr. Alexandre.

Vale lembrar que o médico veterinário não indica “rochas, pedras aquecidas ou placas de aquecimento, pois as mesmas atuam com um calor localizado, em muitos casos, queimando os animais por superaquecimento do equipamento”.

Sobre a alimentação dos animais, Dr. Alexandre ressalta que “mesmo sendo animais de clima desértico, os Leopard Geckos necessitam de água fresca e limpa. Sua dieta é formada por insetos, mas alguns se alimentam de neonatos de camundongos − dependendo de cada profissional, criador ou proprietário. Sempre indico suplementos, pois estes animais, quando jovens, possuem tendências a desenvolver doença ósseo-metabólica”.

Portanto, mantenha a água limpa, tenha muita cautela na hora de aquecer o habitat de seu Leopard Gecko e procure sempre a orientação de um profissional. “A temperatura mais elevada como média não significa aquecê-los de maneira irresponsável. Suas necessidades de luminosidade e raios UV também são distintas. Um médico veterinário ou biólogo especializado em répteis poderá ajudá-lo”, conclui Dr. Alexandre.

 

 

Por: Paula Soncela
Nenhum Comentário

Postar um comentário