Portal Melhores Amigos | Algumas plantas comuns são tóxicas para gatos. Saiba quais oferecem riscos
4831
single,single-post,postid-4831,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Algumas plantas comuns são tóxicas para gatos. Saiba quais oferecem riscos

24_Fev

11 fev Algumas plantas comuns são tóxicas para gatos. Saiba quais oferecem riscos

Quem tem gato em casa sabe, e quem quer ter, precisa saber: os felinos são animais inteligentes, e naturalmente curiosos. Por isso, eles vão sim explorar a casa toda, e provavelmente se meter em lugares nos quais você não imaginou que eles chegariam.

 

Uma das consequências dessa tendência de explorador é que eles podem lidar com objetos, substâncias e materiais potencialmente perigosos. Talvez você já tenha visto no Portal Melhores Amigos algumas dicas sobre como deixar sua casa adaptada para os gatos. 

 

Entre as vantagens desse enriquecimento de ambiente é o fato de que, dessa forma, o seu pet vai ter a atenção focada em atividades seguras e que possam estimulá-lo. No entanto, por diversas vezes, eles podem resolver dar uma voltinha e, em áreas com vasos ou em jardins. Dessa forma, é importante ter consciência de que mesmo algumas plantas comuns podem afetar a saúde do seu bichano. Várias delas, bem comuns em nossas casas.

 

Definitivamente, uma das plantas mais tóxicas para os gatos são os lírios, responsáveis por uma grande proporção dos casos de envenenamento felino – explica a médica-veterinária Vanessa Zimbres, da clínica veterinária Gato é Gente Boa –  todas as partes da planta são tóxicas: o pólen, as flores, o caule e as folhas. Ingerir menos de uma folha, parte de uma flor, pólen ou até mesmo beber água de um vaso contendo lírios cortados, pode ser fatal. A toxina causa danos graves aos rins, que podem levar à insuficiência renal e resultar em morte. Gatos e lírios não devem dividir o mesmo ambiente!” A Gato é Gente Boa é especializada em medicina felina, e é a primeira clínica do interior paulista a obter o selo Cat Friendly Practice Gold.

 

Se o tutor suspeitar que o seu gato possa ter se intoxicado com lírio, um médico-veterinário deve ser contatado imediatamente!

 

Mas, no dia a dia, não é preciso pânico. Gatos não são animais que se intoxicam facilmente com plantas, mas os jovens mais curiosos podem correr esse risco. Se o gato vive dentro de casa e não tem muita atividade, por tédio ele pode mordiscar algumas plantas da casa que pode ser tóxica, mas não com o objetivo necessariamente de comê-las.

 

Mas há plantas que podem até não ser perigosas, mas os gatos não gostam? Se sim, quais são elas? Vanessa explica que todas as plantas, até mesmo a grama, podem ter um efeito irritante no sistema gastrointestinal de um gato, fazendo-o vomitar. “O problema está na frequência desses vômitos. Além disso, gatos salivam ao sentirem qualquer gosto ruim, e a maioria das plantas, sejam tóxicas ou não, não são muito palatáveis aos felinos o que faz com que seja improvável que os gatos ingiram quantidades suficientes para se intoxicar gravemente”

 

Veja com quais outras plantas também é melhor tomar cuidado, de acordo com a médica-veterinária Vanessa Zimbres 

 

Azaleia: também é tóxica para gatos. Qualquer parte da planta, se ingerida, pode causar sinais gastrintestinais, como salivação, vômito, diarreia, depressão do sistema nervoso, pode levar ao coma e até a morte por depressão do sistema cardiovascular.

 

Crisântemos: contém piretrinas, que são componentes comuns de inseticidas também tóxico para gatos. Os sinais de intoxicação variam de vômito e diarreia até perda de coordenação e depressão.

 

Kalanchoe: também pode causar irritação intestinal e alteração no ritmo da frequência cardíaca.

 

Também é bom manter longe dos felinos: comigo-ninguém-pode, espada-de-são-jorge e bico-de-papagaio. São, sabidamente, outros exemplos de plantas tóxicas.

 

 

Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.