Portal Melhores Amigos | Alergia a gatos tem solução
2695
single,single-post,postid-2695,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Alergia a gatos tem solução

gato-alergia_DOMINIO-PUBLICO

23 mar Alergia a gatos tem solução

Escovar os pelos, recolher com frequência os que ficaram soltos pela casa e umedecer o ambiente são algumas dicas importantes

Algumas pessoas têm alergia aos felinos, mas isso não é motivo para nâo tê-los ou abandoná-los. Existem algumas proteínas responsáveis pelas alergias e as mais comuns são as produzidas na saliva e na base do pêlo, que causam coceira no nariz, nos olhos, tosses, espirros, etc. A médica-veterinária Luciana Deschamps, especializada em clínica e comportamento de pequenos e grandes felinos, dá algumas recomendações para resolver ou pelo menos amenizar bastante esse problema.

O primeiro deles é escovar os gatos com um tipo de pente que parece uma lâmina de tosa. É uma boa alternativa para reduzir a quantidade de pêlos soltos pela casa. Ela sugere usar também  um aspirador de pó, duas vezes por semana, o que ajuda bastante no ambiente da casa. Outra dica é usar um higienizador a vapor nas poltronas, persianas, cortinas, camas, pois minimiza bastante o problema. Além disso, usar um umidificador no quarto, na hora de dormir, também é muito importante.

Luciana afirma ainda que algumas vitaminas à base de ômega-3 e 6 diminuem em até 60% a queda de pêlo no animal e podem ser preescritas por um médico-veterinário. “Se a pessoa ainda não tem um gato por conta de alergias, mas gostaria imensamente de ter um, procure adotar um bicho de pêlo bem curto.Temos observado, com o passar dos anos, que os gatos de pelagem preta e branca e bem curta são os que menos soltam pêlo”, destaca.

De toda forma, Luciana recomenda também consultar um homeopata para fazer um tratamento específico no intuito de melhorar o quadro alérgico. “Pessoas que são alérgicas ao pêlo dos gatos, normalmente têm sensibilidade a bolor, poeira, pó, cloro, etc. Sendo assim, independentemente do felino, é importante tratar esse problema”.

A médica-veterinária ressalta que existem muitos “exageros” em relação a essas alergias. Portanto,  “não se desfaça do seu gato, de forma alguma, pois um bichinho abandonado pelo dono muitas vezes evolui para óbito”, alerta.

Se o seu problema é ainda mais sério, procure restringir o espaço em que o gato circula. Caso o proprietário tenha dois, será mais fácil fazer isso, pois a sensação de culpa ao não permitir que os gatos tenham acesso a toda a casa é diminuída. “Existem maneiras de resolver essa questão tão polêmica. Mas algumas pessoas optam pelo abandono e causam um sofrimento imenso a um ser que só dá amor”, finaliza.

Da Redação
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.