Portal Melhores Amigos | Acari zebra: descubra este peixinho tímido que veio da Amazônia
2966
single,single-post,postid-2966,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.5,vc_responsive

Acari zebra: descubra este peixinho tímido que veio da Amazônia

acari-zebra_DOMINIO-PUBLICO

26 jun Acari zebra: descubra este peixinho tímido que veio da Amazônia

Com ares de peixe misterioso, o Acari zebra (Hypancistrus zebra) costuma conquistar os seus donos pela sua beleza e a timidez características. Originário da bacia do rio Xingu, na Amazônia, esse peixe também é conhecido como Cascudo zebra e Cascudo imperial.

Seu ar de soberano vem das belas listras nas cores branco e preto, que deslizam elegantes pela água doce. Apesar da beleza, donos e especialistas dizem que o Acari zebra gosta mesmo é do fundo do aquário, das tocas e algas que servem de refúgio para que ele possa se esconder.

“Assim como outros cascudos, ele fica nas partes fundas e está acostumado com lugares mais escuros, já que é característica dos rios amazônicos”, diz Jaime Velado Lara, da Aquática Brazil, distribuidora de peixes ornamentais em Diadema (SP). Por isso, são discretos, tímidos e não costuma aparecer quando estranhos se aproximam do aquário.

Esses peixes têm hábitos noturnos, são pacíficos e costumam conviver em harmonia com outras espécies, desde que tenham espaço para se abrigar. “Eles são muito tranquilos e não têm condições de se indispor com outros peixes. Sua defesa natural são as espinhas na nadadeira para se proteger dos predadores. Mas eles não atacam e nem são agressivos”, diz Velado Lara.

Os peixinhos Acari zebra são vegetarianos, comem algas e costumam procurar resíduos de alimentos em meio às rochas. Rações próprias para peixes de fundo de aquário são as mais indicadas para esses cascudos. “Antes de jogar a ração para os cascudos, o recomendado é apagar a luz do ambiente para diminuir a atividade dos peixes de outras espécies”, explica.

Quando adultos, os animais dessa espécie têm em média oito centímetros. Eles preferem temperaturas altas, em torno dos 28ºC, água agitada e com bastante oxigênio.

“Há vários cascudos muito bonitos, com pigmentos diferentes, e, por esse motivo, acabam chamando a atenção de muita gente”, afirma Velado Lara, sobre o interesse que esse tipo de peixe desperta país afora.

Da Redação
Nenhum Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.